terça-feira, 18 de outubro de 2011

Expedição à Antártica 2011 - 9º Dia - Enterprise Isl

Diário de Bordo em 30 de janeiro de 2011 - Domingo - Dia do Senhor

T: -2°
Bar: 972,9hPa
Céu: encoberto com chuva/neve
Mar: Liso
Vento: 8,4Km – 4,7Km
Coord: 64°32.400’S; 61°59.914’w Enterprise Isl
V.Vento: 90°E Polar
V.Desloc: atracado a contrabordo do veleiro
Dir:

“Amado Senhor, rendemos graças a Teu nome e ao nome do Teu filho e Nosso Senhor Jesus, neste Teu dia. Junto, em pensamento, com meus irmãos, elevo louvores a Ti. Que o Teu nome seja bendito, entre todas as pessoas. Contemplando Tua obra neste lugar desolado e distante, entendo Tua grandiosidade. Louvores, louvores sejam dados a Ti. No nome santo de Jesus. Amém!”

Por volta das 07:00h, vi meu primeiro iceberg. Não era muito grande, mas denúncia a proximidade com a Península Antártica. Estamos próximos do nosso alvo e abrigo que se chama Enterprise.

Ao chegarmos na posição, encontramos um veleiro, de franceses, que já havíamos encontrado na Ilha Decepcion, atracado a contrabordo de um velho naufrágio, de um barco baleeiro. Atracamos em seu contrabordo.

Até aqui, nenhuma vida marinha a vista, salvo uma foca de Weddel provavelmente, ou Peleteira, nos observando ao longe. ..., há também um grupo de aves, Skua e Petréis por ali.

Levantei-me com fome. Não comi, quase nada, nas últimas vinte horas de navegação. Descobri que o Meclin dá sono, sim. Está na bula.

O cardápio a bordo deve ser um capítulo a parte nestes comentários. Basicamente é o seguinte:

Café da manhã: pão italiano esquentado em fatias na frigideira, manteiga, geléias de morango e pêssego (que Sophie faz), leite, chocolate, café e chá.

Almoço: já comi várias coisas. Arroz, lentilha, sopa de legumes e refogado com legumes, saladas de batata, beterraba e verduras. Cenoura, muita cenoura. Tomate, macarrão ao sugo (sem carne), onde eles colocam creme de leite.

Jantar: mais ou menos as mesmas coisas. Durante todo o tempo você tem acesso a pão, fruta, queijo, vinho e cerveja. As 19:00hs o Capitão Oleg me convida sempre, para um gole de wiskie. Não pude acompanhá-lo por vários dias. Por estar navegando ou por estar mareado pelas travessias.

Como frutas: temos pêssego, laranja e maçãs (normais ou verdes).

Sobremesa: Sophie prepara tortas de maçãs ou alguma outra coisa. Há chocolates em barra e algumas balas.

Paramos aqui em Enterprise onde tentaremos repor a água doce dos tanques. Há uma montanha de neve lá fora sobre as rochas. O Igor tem a incumbência de furar a primeira camada de gelo e sugar onde há bolsas de água. Coloca-se um funil ali por meio de mangueiras que é levada até o tanque.


Montanha a frente. Ao lado o veleiro Marie Pôr

Neva lá fora! caem floquinhos mais lentos do que a água que são cristais de gelo que vão se acumulando um pouco, sob o convés. Não há muito, então ela derrete.

Parado sempre é bom. O abrigo onde, atracamos o barco, não se mexe. Não há muito a se fazer lá fora, por isso deveremos passar bastante tempo, deste domingo, aqui dentro.

Depois do almoço, permanecemos um pouco no Kotic e depois em grupo, decidimos ir até uma pequena praia do lado, mesmo com neve e chuva. Entenda-se praia um local de pedras planas.


Focas Peleteiras


Na dita prainha, há uma ponta de pedra onde havia uma família de foca Peteleira, algumas Skuas e Sterns, que são pequenas aves barulhentas.

Havia um ninho de Skua, com dois ovos, e quando nos aproximamos, elas voaram expulsando-nos. Na verdade, esses ovos já deveriam ter virado filhotes. Também há de estranho que não há grandes fontes de comida ali para eles. Em suma, está tudo errado. Quando saímos de perto, eles voltaram pra chocar os ovos. Podem ser um casal novo.

As focas Peleteiras são bem engraçadas. Para se ter uma idéia, são elas que, víamos no circo com uma bola no nariz. Elas ficavam o tempo todo se exibindo para nós.

A montanha em que estamos tem muita neve. Andei por ela e você acaba afundando quase até o joelho. Ela é soft. A noite topei uma partida de buraco com o Fernando, Ricardo e Igor. Jogamos até umas 24:00hs.
Frio...muito frio

Lá fora tem certa claridade, ainda.




Boa navegação a todos!

Capitão Gutemberg.
Comandante da Embarcação Odyssey.