sábado, 10 de abril de 2010

Trawler Curruíra da FLAB

Diário de Bordo em 14 de junho de 2010



Comecei a escrever sobre esse assunto em abril, dia 03, mas por circunstâncias outras não acabei. Foi quando recebi a notícia de que o Flávio tinha terminado o trawler e faria uma festa de entrega ao proprietário.


Esta semana, recebi a revista Náutica deste mês e tem uma matéria sobre esse trawler, que consta já está na Bahia firme e forte, provando a qualidade do projeto do Cabinho, mas as mãos experientes para quem de fato deu vida ao projeto, nosso amigo Flávio, da FLAB.


Coisa de louco o acabamento interno e o conforto. Quando via a foto da roda de leme, toda em madeira, lembrei-me de uma visita lá no estaleiro FLAB junto com o amigo e professor Fábio Reis, onde nosso anfitrião nos mostrou um leme de um veleiro sendo construído todo em madeira, num equipamento de marcenaria recem chegado. É absolutamente fantástico ver pedaços de madeiras se tornando um círculo perfeito.


Depois vi outra foto na revista, que mostrava a casa de máquinas e também me lembrei que em nossa visita, o trawler assumia caras de um barco ainda e o Flávio me levou para ver onde seria a casa de máquinas que já estava com os tanques de combustíveis e falava com um orgulho e propriedades únicas do trabalho. O criador falando de sua criatura. Não podia dar em outra.


Tenho certeza de que o proprietário escolheu muito bem onde faria seu Home Motorship.


Mas estou escrevendo agora motivado não só pelo lançamento da embarcação, ams para fazer um pouco de justiça.


Em toda matéria da Náutica, houve apenas uma pequena mençao do estaleiro. Tudo bem que em 17 de março, a revista cobriu o evento de lançamento e mostrou várias fotos que voce pode ver na página www.nautica.com.br/notcias onde voce coloca a palavra trawler no buscar da página e vai aparecer várias fotos. Algumas vão abaixo.

Foto 01: O Leme (ou timão) feito em madeira.

Foto 02: O interior do casario, mostrando a cozinha com equipamentos domésticos.

Foto 03: panorâmica do través de bombordo do Curruíra, agora chamado de Agenores


Foto 04: Festa com a embarcação Agenores ao fundo
PS: Todas as fotos tem como fonte a revista Náutica.

Assim, o que quero é prestar uma homenagem ao Flávio e sua afiadíssima equipe por mais esse feito. Foram, salvo engano, três anos de trabalho e dedicação que pode-se ver nos resultados.
Parabéns!

Boa navegação à todos!

Capitão Gutemberg
Comandante da Embarcação