quinta-feira, 18 de junho de 2009

Projeto: "2011 - Rumo ao Pólo Sul"

Diário de Bordo em 18 de junho de 2009

Projeto: "2011 - Rumo ao Pólo Sul"

Meu projeto já começou. Ontem a noite fui comer uma pizza com o Fábio Reis e com o Rafael Caldeira. Depois de algum tempo tentando nos encontrar, haja a vista a agenda concorridíssima do Rafão, que vive viajando por esse mundo a fora (acabou de voltar de Angola) pudemos falar sobre assuntos realmente importantes: navegação!

O Rafão já foi com o Oleg Belov, Sophi (esposa do Oleg), mais um passageiro (que não me lembro o nome) com o Kotic (veleiro que o próprio Oleg construiu) para o Pólo Sul e aproveitei a oportunidade para pesquisar sobre o assunto. Vimos as fotos dele no veleiro, nas malvinas, na Penísula Antártida e por ai afora.

Tem uma foto em especial que o Greenpeace ia amar. Ele abraçado com um pinguim com cara de poucos amigos, como se fosse um bebezinho. Poxa, em minha inocência diante do assunto perguntei como ele conseguiu aquela foto, se o bicho é doméstico e etc. Não, correu que nem um tarado atrás do dito cujo pelas pradarias geladas. E o animal não desistiu fácil, tentou bicá-lo de todas as formas, mas protegido pelas grossas luvas, ganhou a briga. De qualquer forma, o animal ganhou uma bela demonstração de carinho do Rafão, que após a foto soltou o bichinho inteirinho, são e salvo.

Rafão, as fotos são inspiradoras e motivadoras.

Bom, meu projeto tem como escopo uma viagem de expedição para o Pólo Sul para marcar minha passagem para a reserva (aposentadoria). Um marco depois de 30 longos anos de trabalho, mas também para poder deixar um marco para meus filhos e principalmente meus netos (que virão um dia - sem pressa alguma viu rapaziada!). Vai ser legal nos almoços de família os pequenininhos e pequenininhas ficarem pedindo para eu contar as (hi)estórias de minha expedição para a Antartida.

Ha ha ha...já fico imaginando eles (netinhos e netinhas) fazendo planos para irem também...quanta dor de cabeça para os meninos...

Vô é para isso mesmo...dificultar...hahahahaha

Bom, voltemos ao projeto.

Me aposento em maio de 2012, mas a contar de dezembro de 2011 paro as minhas atividades profissionais, ficando apenas com a Origem. A viagem tem que ocorrer no verão polar, que é entre os meses de dezembro e março.

Assim toda programação e planejamento deverá ocorrer de agora até o final de 2011, para a viagem ocorrer provavelmente em janeiro de 2012. Por isso estou colocando o nome do projeto de "2011 - Rumo ao Pólo Sul", por que tudo ocorrerá com maior intensidade no ano de 2011.

A viagem deverá ser uma expedição, com algum objetivo e não apenas um passeio por lá, pois isso poderia ser feita em algum quebra-gelo russo que faz turismo desde a Argentina ou Chile.

O Kotic fica atracado no Uruguai, onde Oleg mora com a esposa Sophi (não sei se escreve assim). De lá ele sai para as viagens que podem passar pelas Ilhas Malvinas, Geórgia do Sul, Ilhas Deception, Elephant e outras, indo onde ninguém costuma ir. Visitas as casas de sobrevivência inglesas que são mantidas por lá totalmente equipadas pelo exército inglês desde a época de amarrar cachorro com linguiça. Vc pode se utilizar do que quiser de lá. Tem mantimentos, gerador, que propicia luz, banho quente, livros para ler e em troca os que passam por lá deixam sempre alguma coisa para um próximo necessitado, como livros por exemplo.

Não há mais nada a se fazer por lá que alguém já não tenha feito, quer seja a chegada ao Pólo Sul, a atravessia do continente gelado, tentada pela primeira vez pelo explorador inglês Sir Ernest Henry Shackleton, com o ainda mais famoso veleiro ENDURANCE, mas sem sucesso e etc.

Nem ser o primeiro brasileiro a fazer isso, pois outros mais corajosos já o fizeram também. Mas serei o primeiro de minha família e talvés da Corporação a qual pertenço, que tenha ido para lá para um expedição e não um simples passeio.

A previsão dessa viagem será de 30 a 40 dias.

Dentro de minha preparação, já estou lendo o livro "Código da Vela" do Professor Fábio Reis, meu amigo e orientador, com quem ontem dividia uma bela pizza marguerita. Esse livro é um manual para quem nunca navegou à veleiro (eu!) não passe tanta vergonha assim. Mostra por capítulos, que ele os chama de "códigos", tudo sobre velejar. Fantástico até para quem já veleja. Vale a pena comprar para tê-lo em sua embarcação, qualquer que seja ela. O meu irá para a cabeceira do camarote do Capitão da Odyssey.

Bom, já é tarde e vou dormir um pouco para, ao menos em sonho, já navegar por aquelas águas. assim...


Boa navegação à todos!

Capitão Amador Gutemberg
Comandante da embarcação Odyssey